Mulheres que correm com os lobos: Uma obra transformadora
 



Mulheres que correm com os lobos: Uma obra transformadora

por Sandra Radin

Com seu talento de contadora de histórias, a psicanalista, contista e poetisa Clarissa Pinkola Estés nos presenteia com uma obra cheia de magia e descobertas, tornando Mulheres que correm com os lobos uma obra rara e indispensável para o autoconhecimento feminino. Ela possui outras obras, mas sem dúvida alguma foi através desta que ficou conhecida.

Em 1992, quando o livro foi lançado, ficou por 145 semanas consecutivas na lista de best-sellers do The New York Times. São mais de 500 páginas, 15 capítulos e 19 contos ou lendas de culturas diversas impregnados de histórias de sabedoria, cura e poder.

Ao meu ver este não é um romance, sequer uma novela ou meramente um livro de contos. Me atrevo a dizer que é a bíblia do feminino e, como bíblia, não deve ser apenas lido, precisa ser compreendido e internalizado capítulo a capítulo. É rico em detalhes, nuances e histórias que povoam o universo feminino através dos quais Estés convoca a leitora a se conectar com sua loba interior, com sua sabedoria ancestral.

É um livro complexo, que tem por proposta um olhar aprofundado nos arquétipos, na Mulher Selvagem ou na essência da alma feminina, sua psique instintiva mais profunda. Propõe o resgate desse passado longínquo como forma de atingir a libertação das amarras impostas ainda pelo patriarcado.

A cada capítulo uma nova história remete à nossa própria história e estimula a nos revisitarmos, deixando aflorar nosso próprio renascimento. É um aprendizado a cada capítulo. Valendo-se da sua habilidade com os contos, nos traz elementos da alma feminina serem desvendados, reconhecidos e reintegrados.

O livro, apesar de ter quase três décadas, continua atual, já que o seu propósito de resgatar a liberdade da mulher faz eco hoje, quando movimentos sociais como o feminista continuam buscando a conquista de direitos iguais entre todos.

Assim, essa obra, além de ser um clássico, é leitura obrigatória para se entender o feminino. É um livro pra ser indicado e presenteado para todas as mulheres num convite sincero de que elas também possam fazer sua viagem interna na busca de autoconhecimento e ressignificação da sua própria existência.

Uma obra transformadora.

 

 

Comentários:

Envie seu comentário

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação:
Repita os caracteres "143210" no campo.
  

 

Voltar