Lambuja, de Caco Belmonte
 



Lambuja, de Caco Belmonte

por José E. Rodrigues

"Lambuja", livro de Caco Belmonte, aborda um dia na vida de Jorge, jornalista desempregado, atolado em dívidas, e na luta por um novo posto de trabalho e pela sobrevivência. Um dia de calor e chuva no abafado verão de Porto Alegre.

O autor nos coloca entre o fluxo de pensamento de Jorge, e suas andanças por Porto Alegre durante esse dia. Ele está prestando um serviço avulso como relaçoes públicas, mas pleiteia uma vaga de assessor na Assembleia Legislativa.

Pleiteia dinheiro emprestado para amenizar as dívidas e ainda enfrenta problemas com o filho adolescente. Aliás, uma frase bastante repetida pela personagem é "Tudo é o dinheiro", ou algo assim.

O livro acaba compondo um quadro de certa classe média porto-alegrense e brasileira, com drama e momentos para um sorriso amarelo.

Segundo descrito no livro, Caco Belmonte é jornalista e escritor. Acabei descobrindo que ele é filho de João Carlos Belmonte, antigo comentarista esportivo que trabalhou em emissoras de rádio e TV de Porto Alegre, nos anos 1970 e 1980. Mas me pergunto por quê alguém se atribui o nome de Caco Belmonte? Caco imagino derivar de Carlos. Seria para não ser confundido com o pai? Mas Caco lembra Caco, o sapo, dos Muppets, e, claro, o conhecidíssimo jornalista Caco Barcellos. Na minha cabeça quase velha estava difícil dissociar o Caco Belmonte do Caco Barcellos.

Foi um livro que gostei bastante. Recomendo a leitura.

 

 

Comentários:

Envie seu comentário

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação:
Repita os caracteres "304810" no campo.
  

 

Voltar