10 dicas para começar a escrever conteúdo para internet
 



Dica de Escrita

10 dicas para começar a escrever conteúdo para internet

Cinthia Dalla Valle




Se você não aguenta mais ouvir conselhos de que precisa produzir e postar conteúdo, caso contrário, ninguém vai conhecer o seu trabalho ou comprar seus livros, e nenhuma editora vai encontrar você nesse mar de autores disputando espaço, este artigo é para você.

Antes de tudo, preciso avisar que não vou provar que você não precisa fazer isso, mas vou mostrar que começar a escrever conteúdo para internet não é tão complicado quanto parece, e mais, pode até ser divertido se você estiver disposto a tentar.

Continue a leitura e confira as dez dicas para começar a escrever conteúdo para internet que essa escritora/produtora de conteúdo já testou na pele.

Dica 1. Conheça os formatos de textos possíveis e as redes sociais existentes

O primeiro passo é buscar uma rede com a qual você se identifique e na qual você se sinta confortável em escrever. Facebook, Instagram, LinkedIn, Medium, Twitter, opções não faltam, por isso mesmo, evite cair na tentação de estar em todas elas com a mesma intensidade. Escolha uma ou duas e foque em escrever nelas.

Sobre os formatos de textos, cada rede social tem um perfil de conteúdo. Por exemplo, no LinkedIn você pode escrever artigos com muitos caracteres ou postar no Feed com limite de tamanho. No Facebook e no Instagram os posts têm um limite de caracteres. No Medium você pode escrever textos mais longos. Dependendo do seu objetivo e perfil de escrita, uma rede pode ser mais adequada que outras.

Dica 2. Comece escrevendo do jeito que você escreve fora da internet

Se você começar a escrever querendo se adaptar à linguagem das redes sociais, o risco é perder a motivação rapidinho. Deu vontade de publicar? Escreva do seu jeito e poste. Com o tempo, à medida que vai conhecendo mais cada rede, você naturalmente vai escrever mais adaptado a elas, isso se for a sua vontade, claro.

Dica 3. Busque referências

Pesquise referências de outros autores que escrevem conteúdo para internet. Fique perto daqueles em que “o santo bater”. Essas pessoas podem te inspirar a escrever e, mais importante ainda, a continuar a escrever, dentro e fora da internet.

Dica 4. Não aceite as fórmulas e regras impostas

Acabei de falar na importância de buscar referências. Mas isso não pressupõe seguir as regras e modelos dos outros, pelo contrário. As referências te ajudam a construir uma base forte e segura, depois você precisa ir atrás da sua voz e do seu jeito. Busque a sua diferenciação, afinal, é disso que todo mundo está atrás, mas geralmente são ensinadas a fazerem o contrário, seguir a manada.

Também não aceite todas as regras das redes sociais. Quem disse que LinkedIn não é lugar para poesia ou textos mais pessoais? Quem disse que não é para postar textos longos no Facebook e no Instagram? Siga a sua vontade antes de tudo.

Dica 5. Aproveite a oportunidade para levantar suas bandeiras

Essa dica responde àquela famosa dúvida sobre o que escrever ou sobre o que falar. Quase todos nós temos assuntos os quais somos apaixonados e sobre os quais podemos ficar horas conversando, não é verdade? Causas, indignações, interesses, paixões, enfim, resgate esses temas e levante a sua bandeira.

É essa verdade que engaja, que chama outras pessoas a se juntarem à sua causa. Quando essa química acontece, é lindo de se ver e de sentir. Experimente.

Dica 6. Conte sobre você

Escrever conteúdo para internet não inclui somente textos ligados ao ato e ao mundo da escrita. Pode conter, de vez em quando, partes da sua história de vida que, automaticamente, se entrelaçam com sua carreira e sua trajetória com as palavras. Nesse sentido, não tenha medo de parecer vulnerável, são esses detalhes que ligam as pessoas com experiências parecidas ou não.

Dica 7. Gerencie suas ideias

Se você é escritor ou está nesse caminho, já deve saber sobre a importância das ideias. Mas não custa lembrá-lo. As ideias são a nossa fonte de trabalho, são elas que geram textos, conteúdos e conectam essa escrita toda.

Por serem tão fundamentais, se organize para aproveitar cada uma das ideias que surgem e que são construídas no seu dia a dia. Tenha sempre meios de anotá-las e não descarte nenhuma delas. Tenha uma rotina convidativa a ter ideias. Isso inclui seu local de trabalho, seus momentos de lazer, suas leituras, enfim, gerencie bem as suas ideias.

Nessa mesma linha, tenha e cuide das suas fontes de inspiração. Sites, imagens, textos, músicas, seja o que for, construa seu arsenal de ideias para acessar sempre que precisar criar.

Dica 8. Que se danem as métricas

Na web as métricas definem se suas postagens estão tendo sucesso, quantas pessoas estão alcançando, em que horários, entre outras coisas que NÃO são importantes para escrever conteúdo para internet. Isso mesmo, muitas vezes, essas métricas só causam ansiedade e frustração.

Para começar a escrever nesse meio, o importante é focar no que te ajuda a escrever e não no que atrapalha, certo? Portanto, deixe as métricas de lado agora e se proponha a começar.

Uma prática que me ajuda muito é ter um calendário editorial. O nome pode ser pomposo, mas é bem mais simples do que parece. Antes do início do mês, insira todas as datas do próximo mês, os títulos dos posts ou artigos e, se puder, crie todos os conteúdos e deixe tudo pronto. Assim, você consegue enxergar o todo e, mais importante ainda, você não sente a pressão de ter que criar conteúdo no dia de postar.

Dica 9. Inspire as pessoas

Com o tempo, mesmo tendo poucos seguidores, você vai perceber que está inspirando as pessoas pelo simples fato de escrever e publicar seus textos na internet. Independentemente de qualquer coisa, essa atitude influencia e inspira muita gente que ainda não teve essa coragem. Que tal ser uma dessas pessoas que inspiram outras?

Dica 10. Divirta-se

Acima de tudo você deve se divertir escrevendo conteúdo para internet. Não faça por obrigação, só porque todo mundo insiste que você precisa fazer, que já está atrasado, e essas coisas nem um pouco motivadoras. Encontre diversão no processo, na rotina, na pesquisa, na criação, na troca.

Ou seja, não poste diariamente se você não acha necessário ou se não tem tempo nem vontade para isso. Mas uma coisa é importante: defina e mantenha uma regularidade. Por exemplo, você decide que postar duas vezes por semana é suficiente. Pode parecer pouco em comparação com outros? Pode, mas se você consegue postar duas vezes todas as semanas, é isso o que importa.

Com o tempo e com a prática, criar conteúdo vira um hábito e começa a fazer parte da sua rotina de trabalho. E é nesse momento que você percebe que vale a pena se dedicar a isso.


Cadastre-se no portal Escrita Criativa para receber dicas de escrita, artigos e informações de concursos

 

 

Comentários:

Envie seu comentário

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação:
Repita os caracteres "154107" no campo.