Depois
 



Minicontos

Depois

Renata de Figuiredo Vivacqua


Na xepa da feira cheirosa, onde transitavam sacolas gorduchas, uma mão se enroscava na dela e a outra escolhia a fruta que uma boca roubaria da outra na cama que esperava. Sorriu de rabicho, imaginando o próximo capítulo sem intervalos. Pegou mais uma manga. E outra, e outra.




Cadastre-se no portal Escrita Criativa para receber dicas de escrita, artigos e informações de concursos

 

 

Comentários:

Envie seu comentário

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação:
Repita os caracteres "433210" no campo.