Jeff Bezos, o homem que mudou o mercado dos livros
 



Notícias sobre Leitura e Escrita

Jeff Bezos, o homem que mudou o mercado dos livros

El País - Miguel Ángel García Vega


Criador da Amazon deixará neste ano o cargo de executivo-chefe em uma empresa que bate recordes e acumula polêmicas por seu agressivo modelo de negócio

Imagine um bloco de uma tonelada de mármore de Carrara suspenso no ar a uma grande altura. Imagine que, livre de amarras, despenca sobre o centro de um lago. Imagine as ondas que gera em direção às margens. Este foi o choque no mundo da tecnologia (e fora dele) com a notícia, na terça-feira passada, de que Jeff Bezos (Novo México, EUA, 57 anos) deixará dentro de alguns meses de ser o executivo-chefe da Amazon, embora continue como presidente executivo. Não havia rumores sobre isso na companhia de Seattle. As águas estavam plácidas.

O homem que em duas longas décadas construiu um gigante com um valor em Bolsa de 1,7 trilhão de dólares (9,1 trilhões de reais) mudou para sempre o comércio eletrônico, desenvolveu o sistema logístico mais sofisticado que a humanidade já conheceu, acumulou em seus bolsos 188 bilhões de dólares (um trilhão de reais, fortuna só superada pela de Elon Musk, fundador da Tesla), expandiu até o céu o negócio da computação em nuvem; o homem que, no imaginário tecnológico, compartilha mesa no Valhalla com Mark Zuckerberg (Facebook), Tim Cook (Apple) e Bill Gates (Microsoft) —esse homem agora retrocedia até à margem e contemplava as vibrações na superfície da água.

Leia a matéria completa clicando aqui.


Cadastre-se no portal Escrita Criativa para receber dicas de escrita, artigos e informações de concursos

 

 

Comentários:

Envie seu comentário

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação:
Repita os caracteres "390303" no campo.