Juiz manda banir do Twitter escritor que criticou Universal
 



Notícias sobre Leitura e Escrita

Juiz manda banir do Twitter escritor que criticou Universal

Portal Gazetaweb.com


SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Justiça do Rio de Janeiro determinou a remoção da conta do escritor João Paulo Cuenca do Twitter em razão de ele ter publicado na rede social em junho que o "brasileiro só será livre quando o último Bolsonaro for enforcado nas tripas do último pastor da Igreja Universal", parafraseando texto de Jean Meslier, autor do século 18.

Os escritos originais de Meslier trazem a afirmação de que "o homem só será livre quando o último rei for enforcado nas tripas do último padre".

A decisão de exclusão é do juiz da comarca de Campos dos Goytacazes (RJ), Ralph Machado Manhães Junior, em processo no qual o pastor da Igreja Universal Nailton Luiz dos Santos pede indenização por danos morais no valor de R$ 10 mil em razão da postagem, além da remoção da conta do escritor da rede social.


Leia a matéria completa clicando aqui


Cadastre-se no portal Escrita Criativa para receber dicas de escrita, artigos e informações de concursos

 

 

Comentários:

Envie seu comentário

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação:
Repita os caracteres "593603" no campo.