Lya Luft mostra sua inquietação criativa em novo livro de crônicas
 



Notícias sobre Leitura e Escrita

Lya Luft mostra sua inquietação criativa em novo livro de crônicas

Gaúcha ZH


Aos 81 anos de idade e com mais de cinco décadas de carreira, Lya Luft não precisa provar nada para ninguém. Autora de best-sellers e colunista de jornais e revistas de grande circulação, a autora tem boa recepção do público e, ao mesmo tempo, também é tema de estudos no meio acadêmico. As Coisas Humanas, mais novo livro de crônicas da autora, deixa transparecer a tranquilidade e segurança de quem sabe que já deixou seu nome impresso na história da literatura brasileira, mas ainda segue com viva inquietação criativa.

O volume, que mescla material já publicado com textos inéditos, foi compilado após a morte de André Luft, filho do meio de Lya, que teve a vida abreviada aos 51 anos por conta de uma parada cardiorrespiratória enquanto surfava em Santa Catarina.

A perda do filho é citada no início e no final do livro, e André reaparece novamente em outras crônicas. No entanto, além do trauma aparecer de modo explícito, de certa forma também pauta toda a organização de As Coisas Humanas. Ao final, é possível ter a impressão de que o livro serviu como amparo para a escritora superar o momento difícil e trazer renovação para sua trajetória – “mesmo quando uma perda trágica nos derrubou, de repente, aqui e ali, um galhinho verde muito claro desabrocha na galharia maltratada”, escreve a autora.

Leia a matéria completa clicando aqui


Cadastre-se para receber dicas, artigos e informações de concursos

 

 

Comentários:

Envie seu comentário

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação:
Repita os caracteres "494811" no campo.