Dica de Escrita

Escrevendo em primeira pessoa

Escrita Criativa


Convidamos os alunos da Metamorfose que fazem parte da coletânea Primeira Pessoa, que está sendo lançada pela Editora Metamorfose, para dar dicas a quem quiser se desafiar a escrever com esta técnica.

Algumas dicas que se destacam: começar pensando e estruturando bem o personagem, ser empático e evitar a autobiografia.



Anderson Siqueira Pereira
Eu diria que a melhor dica é ler muito. Quanto mais referências você tiver, mais ideias você terá para um bom texto. E não tenha medo de imitar as suas referências. Será a partir da imitação e da seleção do que é melhor entre as várias ideias, que encontramos nosso próprio estilo de escrita. Além disso, é importante ter claro que, ao escrever em primeira pessoa, o personagem não é onisciente e é justamente por isso, por ele não saber tudo, que podemos criar bons plot twists e surpresas no texto, a partir do momento em que o narrador (e protagonista) descobre as coisas.

Catia Schmaedecke
Para mim, o primeiro passo que se deve dar antes de começar a escrever em primeira pessoa é exercitar a empatia. Quando conseguimos nos colocar no lugar do outro, passamos a ver através da perspectiva do outro. E então a coisa toda flui. Isso quando não estamos narrando fatos de nossa própria vida. Coisa que, aliás, não costumo fazer em meus textos.

Jane Engel Correa
Eu, particularmente, gosto de escrever textos em primeira pessoa. O difícil é se distanciar do personagem narrador, e isto é necessário para que se possa escrever sobre assuntos que não vivemos pessoalmente ou que não é sobre nós (autor) que se está falando ou contando a nossa história.

Jeferson Haas
Gosto de partir de casos reais (pessoais e de pessoas conhecidas) para elaborar os textos. Neste caso, usei uma história particular e a minha dica é estruturar a história tal qual ela ocorreu para depois tomar liberdades com a narrativa – mexer na linha temporal, mudar o gênero de personagens, inserir elementos que tirem a história da esfera estritamente real e permita que ela se transforme em algo maior. Percebi um crescimento em qualidade e uma expansão do alcance do tema tratado.

Luis Alberto Saavedra
O primeiro cuidado que estou tomando em escrever textos de ficção em primeira pessoa é não ser autobiográfico. Porque assim posso viajar na imaginação de ser outra pessoa bem diferente de mim, e isso tem me causado um efeito muito bom, pois consigo viver com os personagens, sofrer com eles, chorar com eles. Outro aspecto é que inicialmente eu escrevo sem muito autocensura, para depois ir lapidando a história até que me dou por satisfeito. Começo também por um título, podendo ao final mudá-lo se ele não couber na história.

Luisa Aranha
Quando vou escrever em primeira pessoa, a primeira coisa é estruturar bem o personagem narrador. Quem é ele? Como fala? Qual o seu posicionamento frente ao mundo e o que será tratado no texto? Ter claro quem está narrando é essencial para a coerência.

Marcelli Von Reisswitz
Minha dica é: planejamento. Planeja tudo o que vai acontecer antes de escrever, planeja quem é tua personagem, o que ela faz, como ela fala, como ela anda, como ela se relaciona e como ela enxerga o mundo.

Mário Roberto Ulbrich
Uma boa dica que recebi para a escrita de um texto de ficção em primeira pessoa é não esquecer que nesta opção se utiliza "eu" e "nós". O narrador participa também como personagem. Contando a história sem dela participar das ações, como narrador observador, deve ser utilizada a terceira pessoa: "ele", "ela" e "eles".

Michele Vaz Pradella
Acho que o mais importante é dar voz ao personagem. Quando a escrita começa a fluir, é como se os dedos estivessem se movendo sem que você perceba, imprimindo na tela ou no papel o que está na sua imaginação. É como se fosse um filme narrado em tempo real, mas que quando você vê, quase não possui mais domínio sobre suas próprias criaturas.

Sandra Eliane Radin
Escrever na primeira pessoa usando personagem que se comunica como os adolescentes, isto é, linguagem simples, direta e com gírias, aproxima o leitor do autor e, se escrever na primeira pessoa no passado, a narrativa, no meu ponto de vista, fica ainda mais rica já que o personagem conhece este passado. Por outro lado, a narrativa fica limitada a um único personagem e a sua verdade.

Stella Müller
Creio que sentir o texto é fundamental. Contar a história como se ela tivesse acontecido com você, cada detalhe e personagem. Quando acreditamos fielmente em alguma coisa, ela se torna nossa verdade e creio que acreditar no que estamos escrevendo é a chave para os outros acreditarem e se identificarem com a história, seja ela de ficção ou não.

Vitória Zaj
Criar textos em primeira pessoa é sempre um desafio, devo me despir de meu modo de ser para vestir os seres que eu crio. Desta forma, penso em como a personagem se comunica, o que a caracteriza mais. Ela é dispersa ou atenta? Séria ou irônica? Tudo isso motiva a forma como o texto flui, como o efeito dos contos é estabelecido. Assim, antes de tudo, gosto de descrever a protagonista, todos os fatos que a determinam para definir como a narrativa se dará.


Cadastre-se para receber dicas, artigos e informações de concursos

 

 

Comentários:

Envie seu comentário

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação:
Repita os caracteres "533809" no campo.