Você já ligou para seu amigo hoje?
 



Você já ligou para seu amigo hoje?

por Léo Ustárroz

Nestes infindáveis dias de isolamento e reclusão, tive a oportunidade de ler a bela crônica da antropóloga Mirian Goldemberg (FSP, 02/04), “Você já ligou para seus amigos e parentes mais velhos, hoje?”. Mirian Goldenberg, além de professora na UFRJ, é escritora e estudiosa da felicidade na velhice, daí ser referida como “escutadora dos velhinhos”.

Mas não é sobre velhinhos que escrevo, e sim sobre amizade, fraternidade, humanidade, essas únicas coisas que dão algum sentido à vida humana.

Após concluir a leitura, sem perder mais tempo, comecei a ligar para meus amigos mais velhos. Boas conversas (será que sabiam que eu ia ligar?), bons sentimentos, aqueles bons sentimentos que se tem com os amigos. Depois de alguns telefonemas, me dei conta que, aos 68 anos, tenho poucos amigos mais velhos. Se serve como consolo, também constato que aos 40 ou 50 também eram poucos, embora mais do que hoje. Também sei que alguns estudos sugerem que o número de amigos que uma pessoa consegue ter na vida, não passe de uma dúzia.

É claro que uso um conceito restritivo, me refiro àquele amigo companheiro que está conosco mesmo longe, que já sabe o que vamos dizer mesmo sem ser dito, aquele amigo que verdadeiramente contamos e que ao ouvir nossas manifestações ou desabafos do coração, dizem “Eu sei disso!”.

Então, depois de completar algumas poucas ligações, liguei também para alguns amigos mais jovens. Ao final, liguei também para minha sogra, aquela que dizemos que não é parente, embora a lei brasileira diga que é. Que bons sentimentos por estar fazendo o que deve ser feito!

Pois, se não bastasse a felicidade que essas simples ações me trouxeram, ao final do dia — na verdade, já era noite avançada — recebi uma ligação por imagem de um amigo especialíssimo. Apenas “batemos papo”, como não temos feito. Não me disse, mas eu sabia que também ele tinha lido a crônica de Mirian Goldemberg.

E você, já ligou para seu amigo, hoje?

 

 

Comentários:

Envie seu comentário

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação:
Repita os caracteres "082412" no campo.
  

 

Voltar