Perfume barato
 



Minicontos

Perfume barato

Nunes de Oliveira


Estávamos em casa, meu amigo e eu. Como de costume, ele usava seu perfume forte e irritante que tanto gostava. Resolvíamos um assunto importante do trabalho, mesmo assim ele saiu apressado após olhar o relógio. Duas horas depois ouvi a porta abrir e aquele cheiro horrível de perfume invadiu minhas narinas outra vez. Estranhei. Ele nunca entrou sem antes bater. Saí do quarto, fui até a sala e eis que vejo minha mulher retornando do cabeleireiro e me sorrindo sem graça.


Cadastre-se no portal Escrita Criativa para receber dicas de escrita, artigos e informações de concursos

 

 

Comentários:

Envie seu comentário

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação:
Repita os caracteres "575510" no campo.