A despedida
 



Diálogos

A despedida

Maristela Piovesan


- Mamãe, o vovô trouxe esta rosa vermelha para você.
- Oi, filho, é linda! Mas que estranho! Onde está seu avô?
- Pois é, mamãe, não sei e é justamente sobre isso que quero conversar com você.
- Conversar o que, meu filho?
- Quero saber por que ele foi embora.
- Embora? Como assim? Para onde seu avô foi?
- Não sei, por isso estou perguntando.
- Seu avô não foi a lugar algum, menino.
- Ele foi sim.
- Mas que insistência!
- Não é insistência, é verdade, ele me disse.
- Como assim? O que ele falou.
- Domingo, enquanto podava as roseiras do jardim, ele falou para eu não ficar triste, mas que em poucos dias não estaria mais aqui.
- Que conversa é esta?
- A conversa do vovô.
- O que mais ele falou?
- Falou que vai ficar bem e que é para cuidarmos da plantação de roseiras.
- Que loucura é esta?
- Ah, ele também me falou que chegou a hora de se encontrar com a vovó.
- O quê?
- Sim, mamãe. Estou confuso, pois você disse que a vovó mora no céu.
- Sim, eu te falei e isso é verdade. Só não entendo por que o vovô falou sobre isso com você. Será que ele está doente e não sabemos?
- Não sei, mas ele falou que tudo iria acontecer de forma muito tranquila e que quando sentirmos saudades é para colhermos uma rosa do jardim.
- Só pode que o vovô está brincando!
- Não sei, mamãe, mas enquanto ele me contava, colheu um lindo botão vermelho e entregou a vovó.
- O quê? Por que você não me contou antes?
- Porque ele pediu para contar somente depois que trouxesse esta rosa para você.


Maristela Piovesan nasceu em Frederico Westphalen RS. É formada em Letras pela Universidade Regional Integrada (URI) e pós-graduada em Ensino Aprendizagem de Línguas e Atendimento Educacional Especializado (AEE). Atua como alfabetizadora, em sala de AEE e na Educação de Jovens e Adultos. Adora livros e há alguns anos dedica-se a escrever literatura infantil. Está participando da Oficina de Criação Literária, sob a orientação do professor Marcelo Spalding.


Cadastre-se no portal Escrita Criativa para receber dicas de escrita, artigos e informações de concursos

 

 

Comentários:

Um texto muito leve e com um pouco de suspense para falar de um assunto tão forte. Parabéns

Maria Cicera Araújo Fonseca, São Paulo 15/06/2021 - 16:56

Amei o seu texto!!

Sergio Sabbadini, Campinas 06/11/2020 - 10:44

Que texto mais querido, amei, imaginei toda a cena na minha cabeça

Mayara Seffrin, Itajaí/SC 09/09/2020 - 14:54

É uma linda abordagem para a morte e o luto.

Luiz Alexandre Kikuchi Negrão, São Paulo/SP 03/06/2020 - 00:13

Envie seu comentário

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação:
Repita os caracteres "473911" no campo.