Minicontos

A paz

Elaína Cristina Araújo de Maria


Ao mensurar as horas, o senhor Tempo observou que a paz não voava mais. Ela apenas caminhava entre o silêncio dos pedestres, faminta por um alimento que nutrisse a alma.
Direitos usurpados e uma paz faminta, ficou a refletir o senhor Tempo, esquecendo-se de contar as horas.

 

 

 

Comentários:

Envie seu comentário

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação:
Repita os caracteres "471004" no campo.