Acontecimento histórico
 



Contos

Acontecimento histórico

Volnei Zerbielli


Era domingo, eu e todos os viventes daquela estância, estávamos na frente da igreja esperando pelo maior, - e quem sabe até - o mais importante acontecimento histórico, que poderia acontecer naquele pedaço do Rio Grande, na época.

O dia tava bonito, ensolarado, o Minuano tinha dado uma trégua; pois tinha feito muito frio nos últimos dias, mas mesmo assim, tava todo mundo de poncho e casacão, que ninguém era bobo.

Aquele dia foi um dia especial, todo mundo vestido com a melhor roupa do armário. Nem nas missas, quando o vigário vinha a cada quinze dias, o povo se arrumava tanto. As prendas numa belezura só, a peonada toda de fatiota, gravata, bombacha e chapéu de aba larga, - estes não sobraram nenhum no bolicho pra contar a história -, todos queriam estar a preceito para o acontecimento.

Era um entrevero na frente da igreja; eu nem sabia de onde tinha saído tanta gente. Veio gente de todo lado, veio gente até da capital. Estes chegaram de carro, um tal de Ford T, mais conhecido por Ford Bigode. Teve gente que veio de carro de boi, charrete e a cavalo, afinal de contas ninguém queria perder o acontecimento que era por de mais importante.

Enquanto o dito fato não acontecia, o seu vigário, aproveitando a ocasião; ainda mais que tinha gente importante, vinda da capital, começou a discursar, a falar das coisas de Deus e do que representaria o tal acontecimento para a história das pessoas do vilarejo.

O povo já tava começando a ficar meio inquieto, e o vigário ali tentando controlar a multidão. Foi quando lá longe se avistou uma poeira levantando no estradão, ela foi aumentando à medida que chegava mais perto, com isso povo, que começava a ficar inquieto, começou a se ajeitar, dar a última conferida nas vestimentas; tava chegando a hora.

A poeira baixou. De cima da caçamba de um pequeno caminhão, armou-se um tripé, em cima desse tripé, uma caixa com um formato estranho, com um pano preto atrás. A multidão atenta aos gestos do homem da caixa no tripé, posicionada, aguardava o desfecho.

O fato acontecido naquele dia percorreu por vários lugares do mundo, possibilitou para algumas pessoas encontraram e reverem parentes distantes, outros puderam ver os seus antepassados e ter uma idéia de onde vieram, como surgiram, como eram as pessoas dá época.

Para as pessoas que lá estavam aquele dia, era um momento único e especial, pois de alguma forma e de alguma maneira, elas estavam dizendo para todos aqueles que um dia deixaram para trás e para aqueles que desejassem ver e saber como eles estavam.

- Eu estou aqui, estou feliz, muito feliz e quero compartilhar esse momento, imortalizado-o em um retrato.


Cadastre-se no portal Escrita Criativa para receber dicas de escrita, artigos e informações de concursos

 

 

Comentários:

Envie seu comentário

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação:
Repita os caracteres "563902" no campo.