Notícias sobre Leitura e Escrita

Coletânea reúne contos dos anos 1852 até 1922 que fazem alusão ao sexo

Antes do pré-modernismo, a produção de contos brasileiros era extremamente moralista. Por isso, falar de sexo era um grande tabu. Para driblar o conservadorismo, os autores faziam alusão ao sexo por outros meios, como objetos e animais, para poder introduzir a fala sexual à escrita.

A pesquisadora Eliane Robert Moraes, crítica literária e professora da USP, reuniu em sua coletânea “O Corpo Descoberto” 53 contos escritos entre os anos 1852 e 1922 que fazem esse tipo de alusão. Entre eles, encontramos desde Machado de Assis até Olavo Bilac.

Para ler mais sobre, clique aqui.


Folha de São Paulo