Diálogos

Crescer

Patricia Haddad




- Quantos dias?
- Ai... não sei.
- Acho que uns quinze dias, mais ou menos.
- Isso tudo?
- É o que dizem.
- Mas é muito tempo!
- Vai passar rápido, você vai ver. Quando menos esperar já vai ter terminado.
- Não sabia que seria tanto tempo.
- Pois é.
- Nossa, estou com muito medo!
- Medo por quê?
- Ora, eu nunca fiz isso antes.
- Relaxa, vai dar tudo certo.
- Será? Como você pode ter tanta certeza?
- Eu não tenho, mas o Bernardo já passou por isso e disse que não doeu.
- E ninguém tentou matar ele?
- Bem, isso já é meio difícil de saber, mas se ele está vivo...
- Ainda estou muito assustada.
- Faz parte.
- Tanta confusão por apenas mais dois meses de vida. Não seria melhor se pudéssemos deixar como está?
- Tá maluca? E perder a oportunidade de viver plenamente?
- Sei lá... estou com medo de não conseguir fazer direito.
- Lógico que vai conseguir, não seja tão insegura!
- Sei lá...
- Feche os olhos e deixa seus instintos comandarem você.
- Você fez isso?
- Fiz.
- Ficou muito bonito.
- Obrigado.
- ....
- Bem, agora vou fechar minha pupa, até mais. A gente se vê daqui a quinze dias, mais ou menos.
- OK.
- Você vai ficar bem?
- Vou sim, pode se transformar a vontade.
- Beleza. Vai dar certo, Melissa, quando tudo isso acabar estaremos voando de flor em flor rindo desse seu medo bobo. Vou te zoar até você não aguentar mais!
- Vai logo!
- Beleza... . Até mais então.
- Até, Helcio.
- ...
- Ai, que medo. Queria ser lagarta para sempre.

 

 

 

Comentários:

Lindo...poético! Crescer como humano para uma vida adulta que realmente assusta ou tornar se borboleta voando por um lindo jardim ou a vida..uma metáfora para mim!Gostei

Rosângela Maria de Jesus Pereira, Novo Cruzeiro 21/08/2018 - 00:40

Envie seu comentário

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação:
Repita os caracteres "461111" no campo.