Diálogos

Cinderela

- Bom dia!

- Bom dia. Posso ajudar?

- Sim. Eu procuro sapatos, de salto alto e fino, que sejam pretos, mas com um laçarote prata em cima. Está tão difícil de achar...Já estive em três lojas e nada.

- Temos vários modelos, minha senhora. Por favor, sente e aguarde que trarei os modelos. Qual é o seu número?

- 34, mas dependendo da forma pode ser 35.

- OK.

O vendedor voltou com muitas caixas e quase tropeçou no tapete.

- Trouxe vários modelos, minha senhora. Esse é o que mais se aproxima do seu pedido, mas é tamanho 35. Quer começar por ele?

- Sim – Ela pegou o sapato na mão e achou lindo! Preto, brilhante, devia ser de verniz, com um laçarote prata, perfeito, com salto alto, mas a ponteira era arredondada. Nada elegante pensou.

- Não tem bico fino? – perguntou ao vendedor.

- Acho que tenho aqui – disse o vendedor abrindo outra caixa. Sacou um pé com laçarote dourado.

- O laçarote é dourado, minha senhora. Pode ser?

- Não, precisa ser prateado porque o vestido tem detalhes em prata. Precisa combinar, inclusive, com minha bolsa!
Das caixas abertas restava apenas uma rasgada de tanto manuseio. A compradora suspirava, pensando em trocar o vestido, quando o vendedor sacou dessa caixa o sapato perfeito. Bico fino, laçarote prata, salto alto e até um detalhe lateral, também prata. Lindo!

- Bem, esse é nº 33. O último e único. Trago sempre, mas os pés geralmente são maiores. Quer experimentar?

- Sim, quero – disse ansiosa a compradora. Perfeito! Coube como uma luva! Confortável, macio, brilhante. O laçarote tinha um desenho especial.

Nem perguntou o preço. Finalmente havia encontrado. Saiu apressada da loja pensando em como seria maravilhosa a noite calçando aqueles sapatos mágicos.


Isabel Maria Alves Mezzalira